Contabilidade do 3º Setor

Curso

Contabilidade do 3º Setor
Pontuação CRC: Aud: 8 / ProGP: 8 / Perito: 8 / previc: 8 / ProRT: 8

- Entidades Sem Fins Lucrativos – Nova Normatização Contábil aplicável ao 3º Setor

Aplicável a Associações, Fundações, Partidos políticos e
Organizações religiosas certificadas como: Organização Social,
OSCIP, Entidade Beneficente de Assistência social (CEBAS) das áreas de Educação, Saúde e/ou Assistência Social.



Indique a um amigo

Este e todos os nossos demais cursos podem ser adaptados para realização In Company.
Para mais informações clique aqui.

Veja abaixo as opções de data e horários

Início dia: 19/06/2020
Dias: 19/Junho/2020 - 6ª feira
Turmas: Das 8h30 às 17h30
Local: Prodep - Rua Correia Dias, 352 - São Paulo - São Paulo
5x de 139, * 5% desc. ou a/v Inscreva-se
ou
Saiba Mais


Inclui Material Didático e Certificado.


Esse curso pode ser ministrado com abordagem dirigida, na medida certa para sua empresa. Clique no botão abaixo e saiba mais sobre os Treinamentos In Company

Saiba mais sobre In Company

- Objetivos

Orientar os profissionais de Contabilidade abordando os aspectos da ITG 2002 (R1) do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), referente aos procedimentos específicos de reconhecimento e mensuração das transações, em conformidade com as normas brasileiras de contabilidade (NBC TG), abordando inclusive os aspectos complementares inerentes às entidades sem fins lucrativos não abordados na ITG 2002 (R1).


- Indicado a

Contadores, preparadores das Demonstrações Contábeis, Gestores das Organizações Sociais, Controllers, Auditores, Assistentes, Consultores e diversos usuários das demonstrações contábeis das entidades sem fins lucrativos.


Programa

1 - Convergência Contábil no 3º Setor

2 - Prestação de Contas das Entidades Sem Fins Lucrativos (perspectiva econômica e social)

3 - Norma Base para elaboração das Demonstrações Contábeis

- Utilização das normas completas, ou

- Utilização da NBC TG 1000 (R1) - Norma para pequenas e médias empresas

4 - Aspectos da Adoção Inicial da ITG 2002 e das Normas Completas ou da NBC TG 1000 (R1)

5 - Reconhecimento e Mensuração

- Das Receitas - NBC TG 30 e seção 23 da NBC TG 1000 (R1)

- De Subvenções – NBC TG 07 (R1)

- Das Doações, (abordando aspectos de bens em comodato)

- Dos Trabalhos Voluntários (aspectos polêmicos)

- Das Imunidades / Isenções usufruídas NBC TG 07 (R1)

- Das Parcerias entre Entidades Privadas

- Das Bolsas de Estudos concedidas

- Da Assistência Social praticada

- Da Gratuidade da Saúde

6 - Informações por Segmentos - Área de atuação - NBC TG 22 (R2)

7 - Reconhecimento e mensuração dos recebíveis – NBC TG 38 (R3), NBC TG 39 (R4) e Seção 11 da NBC TG 1000 (R1)

8 - Modelo das Demonstrações Contábeis

André Fabri

Atuante há mais de 15 anos na área contábil de entidades sem fins lucrativos, em especial aquelas certificadas como entidades beneficentes de assistência social. Responsável pela elaboração das Demonstrações Contábeis previstas no item 10 do CPC 26 (R1) ou no item 3.17 do CPC-PME (R1), já em conformidade ao novo cenário contábil baseado nos pronunciamentos emitidos pelo CPC, correlacionados às normas internacionais de contabilidade (International Financial Reporting Standards – IFRS ou International Accounting Standards - IAS) emitidas pelo International Accounting Standards Board  (IASB). Formado em Administração e Ciências Contábeis, foi premiado pelo Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo-CRCSP com o diploma de mérito por ser o melhor formando do ano.

Busca

Limpar